17.1.11

PechaKucha Coimbra

PechaKucha parece ser o som da palavra japonesa para dizer burburinho. É uma espécie de TED TALKS, só que a partir de 20 (vinte) imagens por orador, passando cada uma em 20 segundos, o que torna cada apresentação limitada a um tempo de 6 minutos e 40 segundos. O formato do evento tem sido um sucesso desde que foi lançado em Tokio em 2003. Hoje realiza-se em diversas cidades do mundo. Fui convidado a participar na primeira edição de Coimbra, tendo preparado para o efeito as imagens que se seguem, (a última - 14ª - repetia-se por dois minutos para me dar tempo para a conclusão. Agradeço à organização a oportunidade de participar que motivou a realização deste trabalho. Obrigado Dominika.















5 comentários:

cs disse...

muito bonito. :)

Bípede Falante disse...

Adorei :)
Algumas frases bastante provocativas, algumas interrogações sem respostas e muitos desenhos incríveis.
bj.

paula disse...

lembro-me que quando descobri este amor, pensava que realmente era um amor elevado ao quadrado, um amor a dobrar...isso já foi há algum tempo, depois reparei que o quadrado seria a folha onde pinta, desenha, escreve.
de qualquer forma amor, senão não seria possivel fazer o que faz, como faz, como escreve.

mim:a disse...

Boa noite,
estive presente no Pecha Kucha Night em Coimbra e agradeço-lhe por despertar, falando de mim, a vontade de pegar no pincel e deixar fluir o desenho do sentir e do momento. Grata pelo click... Continuação de um bom trabalho!

JULIO CARVALHO disse...

gostei que você gostou do meu texto sobre o seu desenho e gostei dos seus desenhos que são poesia desenhada de um lado só...